As crianças sequestradas e adotadas ilegalmente por militares durante a ditadura brasileira

Pelo menos 19 crianças foram sequestradas e adotadas ilegalmente por famílias de militares ou famílias ligadas às Forças Armadas durante a Ditadura Militar do Brasil (1964-1985) – em um mecanismo similar ao ocorrido em outros regimes militares sul-americanos do período, segundo o livro Cativeiro Sem Fim, que será lançado no próximo dia 2 de abril.

Seu autor, o jornalista Eduardo Reina, diz que todos os casos foram escondidos, ocultados e negados ao longo dos últimos 34 anos. A descoberta, realizada pelo, será revelada no livro Cativeiro Sem Fim, que ele lança no próximo dia 2 de abril, pela editora Alameda, com apoio do Instituto Vladimir Herzog.

“Até agora, identifiquei e comprovei 19 casos de sequestros e/ou apropriação de bebês, crianças e adolescentes durante a ditadura no País”, afirma o jornalista.

LEIA MAIS

Foto: EDUARDO REINA/DIVULGAÇÃO

Fonte: BBC News Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.